mosaico 0

    Secretaria Municipal de Saúde

    Rafael Nunes Andrade

    A Secretaria Municipal de Saúde tem como atribuições planejar, desenvolver, orientar, coordenar e executar a política de saúde do município, compreendendo tanto o cuidado ambulatorial quanto o hospitalar. É de sua responsabilidade também planejar, desenvolver e executar as ações de vigilância sanitária e epidemiológica.

    Endereço de Funcionamento: Rua Januária, S/Nº - Centro

    Horário de Funcionamento: 8 às 12h e de 14 às 18h de segunda a sexta-feira


     

    ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

    Coordenador de Atenção Primária à Saúde: Eide Seixas Lacerda

    Formação Acadêmica: Enfermeira

    Referência Técnica de Enefermagem: Érica França Alkimim

    Formação Acadêmica: Enfermeira

    Local de Trabalho: Unidade Básica de Saúde Central (Ambulatório)

    Endereço: Rua Olívia Rodrigues, S/N - Centro.

    Fone: (38) 3613-1379

    Horário de Funcionamento: 07h30 às 11h30min e 13h30 às 17h30min.

    Na UBS Central funciona também o NASF – Núcleo de Apoio à Saúde da Família

    ATIVIDADES REALIZADAS NO SETOR:

    • Consulta Clínica
    • Consultas de Ginecologia
    • Consultas Pediátricas
    • Consultas de Dermatologia
    • Consultas de Psicologia
    • Consulta Fonoaudiologia
    • Atendimentos de Reabilitação
    • Farmácia Básica
    • Internato Rural
    • Planejamento Familiar
    • Eletrocardiograma Computadorizado
    • Atendimentos Em Grupos Com:
    • -Hipertensos - Diabéticos – Labirintite – Gestantes – Idosos - Nutrição - Com Crianças De Sobre Peso Ou Baixo Peso - Caminhada Supervisionada
    • Teste da Orelhinha
    • Teste do Olhinho
    • Teste do Pezinho
    • Diagnóstico Precoce de Toxoplasmose em Gestantes
    • Prevenção de Câncer De Colo de Útero e Mama
    • Vacinação
    • Curativo
    • Injeção
    • Nebulização


    CAPS – CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL

    Coordenadora: Franciele Alves da Silva

    Formação: Pedagoga                                     

    Realiza os seguintes procedimentos:

    •         Acolhimento de pacientes encaminhados e de demanda espontânea;

    •         Busca ativa dos usuários que demandam o serviço;

    •         Visitas domiciliares;

    •         Acompanhamento de pacientes em crise;

    •         Atendimento psicológico individual e grupal;

    •         Terapia ocupacional grupal e individual;

    •         Atendimento psiquiátrico;

    •         Oficinas Terapêuticas (grupo operativo, artesanato e atividades corporais);

    •         Caminhada supervisionada;

    •         Administração de medicamentos na unidade e em domicílio;

    •         Acompanhamento dos pacientes nas refeições e escovações;

    •         Pré-consultas;

    •         Acompanhamento e supervisão da residência terapêutica;

    •         Dispensação de medicamentos para pacientes cadastrados;

    •         Palestras socioeducativas.


     

    Clínica Odontológica Mares Guia e Centro de Especialidades Odontológica

    Coordenador: Regina Araújo da Silva

    Formação do coordenador: Cursando Administração

    Função: Coordenador em Odontologia Municipal

    Endereço: Avenida Coronel Almeida, nº 295, Centro

    Horário de atendimento:

    Manhã - 07h30 às 11h30

    Tarde – 13h30 às 17h30

    Serviços oferecidos:

    Atenção Básica

    ü      Acolhimento;

    ü      Triagem;

    ü      Restauração;

    ü      Atendimento a urgência e emergência;

    ü      Exodontia;

    ü      Profilaxia;

    ü      Consulta Clinica;

    ü      Escovação supervisionada;

    ü      Aplicação de flúor;

    ü      Aplicação de selante;

    Centro de Especialidade:

    ü      Endodontia;

    ü      Periodontia

    ü      Cirurgia;

    Coleta de material para biopsia;

    Cirurgia de freio lingual;


    CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE

    Membros do Conselho:

    Representando o Seguimento Usuário
    Titular Suplente
    Maria Jose Teixeira Bispo Maria das Dores Rodrigues da Silva
    Josué Ferreira Lima Joana Alves de Brito
    José Gonçalves Lisboa Francisco Carlos Neto
    José Dias dos Santos Fernando Teixeira Nascimento
    Maria José Bento Juarez Nunes Neto
    Josuel Alexandre Macedo Isabel Cristina Souza
    Representando o Seguimento Trabalhador da Saúde
    Titular Suplente
    Cristiana Santos Souza Daniele Leão de Souza
    João Campos Filho Débora Cristine Rodrigues de Souza
    Edilene Gonçalves de Araújo Souza Fraga Suellen Cristina Alves Ferreira
    Representando o Seguimento Prestador de Serviço
    Titular Suplente
    Gilberto Borges de Oliveira José Miro do Prado
    José Moreira Niz Filho Arilson Barbosa Souza
    Representando o Seguimento Governo
    Marisa Fernandes Dias Maria Margarete Silva Coimbra

    Função: O Conselho Municipal de Saúde - CMS -  é um órgão colegiado, de caráter permanente, deliberativo, consultivo e normativo.

    Endereço de Funcionamento: Rua Januária, s/nº, Centro - Prédio do Hospital Municipal Gerson Dias.

    Reuniões: Mensalmente no ultimo dia útil do mês, às 14 horas.


    PSF – PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA

    Atribuições das Equipes:

    As atividades são desenvolvidas de forma dinâmica, com avaliação permanente através do acompanhamento dos indicadores de saúde de cada área de atuação, assim, as equipes de Saúde da Família devem estar preparadas para conhecer a realidade das famílias pelas quais são responsáveis com ênfase nas suas características sociais, demográficas e epidemiológicas.

    - Identificar os problemas de saúde prevalentes e situações de risco aos qual a população está exposta;

    - Elaborar, com a participação da comunidade, um plano local para o enfrentamento dos determinantes do processo saúde/doença;

    - Prestar assistência integral, respondendo de forma contínua e racionalizada à demanda organizada ou espontânea, com ênfase nas ações de promoção à saúde;

    - Resolver os principais problemas detectados, através da adequada utilização do sistema de referência e contra referência;

    - Desenvolver processos educativos para a saúde, voltados à melhoria do autocuidado dos indivíduos;

    - Promover ações intersetoriais para o enfrentamento dos problemas identificados.

    A base de atuação das equipes são as unidades básicas de saúde, incluindo as atividades de:

    Visita Domiciliar: tem a finalidade de monitorar a situação de saúde das famílias. A equipe deve realizar visitas programadas ou voltadas ao atendimento de demandas espontâneas, segundo critérios epidemiológicos e de identificação de situações de risco.

    O acompanhamento dos Agentes Comunitários de Saúde em micro áreas, selecionadas no território de responsabilidade das unidades de Saúde da família representa um componente facilitador para a identificação das necessidades e racionalização do emprego dessa modalidade de atenção.

    Internação Domiciliar: não substitui a internação hospitalar tradicional. Deve ser sempre utilizada no intuito de humanizar e garantir maior qualidade e conforto ao paciente. Por isso, só deve ser realizada quando as condições clínicas e familiares do paciente a permitirem. A hospitalização deve ser feita sempre que necessária, com o devido acompanhamento por parte da equipe.

    Participação em grupos comunitários: a equipe deve estimular e participar de reuniões de grupo, discutindo os temas relativos ao diagnóstico e alternativas para a resolução dos problemas identificados como prioritários pelas comunidades.

     Atribuições do Médico:

           Preferencialmente, o médico da equipe preconizada pelo PSF deve ser um generalista; portanto, deve atender a todos os componentes das famílias, independentemente de sexo e idade. Esse profissional deverá comprometer-se com a pessoa, inserida em seu contexto biopsicossocial, e não com um conjunto de conhecimentos específicos ou grupos de doenças. Sua atuação não deve estar restrita a problemas de saúde rigorosamente definidos. Seu compromisso envolve ações que serão realizadas enquanto os indivíduos ainda estão saudáveis.

           Ressalte-se que o profissional deve procurar compreender a doença em seu contexto pessoal, familiar e social. A convivência contínua lhe propicia esse conhecimento e o aprofundamento do vínculo de responsabilidade para a resolução dos problemas e manutenção da saúde dos indivíduos.

    Atribuições básicas

    - Prestar assistência integral aos indivíduos sob sua responsabilidade

    - Valorizar a relação médico-paciente e médico-família como parte de um  processo terapêutico e de confiança;

    - Oportunizar os contatos com indivíduos sadios ou doentes, visando abordar os aspectos preventivos e de educação sanitária;

    - Empenhar-se em manter seus clientes saudáveis, quer venham às consultas ou não;

    - Executar ações básicas de vigilância epidemiológica e sanitária em sua área de abrangência;

    - Executar as ações de assistência nas áreas de atenção à criança, ao adolescente, à mulher, ao trabalhador, ao adulto e ao idoso, realizando também atendimentos de primeiros cuidados nas urgências e pequenas cirurgias ambulatoriais, entre outros;

    - Promover a qualidade de vida e contribuir para que o meio ambiente seja mais saudável;

    - Discutir de forma permanente - junto à equipe de trabalho e comunidade - o conceito de cidadania, enfatizando os direitos à saúde e as bases legais que os legitimam;

    - Participar do processo de programação e planejamento das ações e da organização do processo de trabalho das unidades de saúde da família.

    Atribuições do Enfermeiro:

              Este profissional desenvolve seu processo de trabalho em dois campos essenciais: na unidade de saúde, junto à equipe de profissionais e na comunidade, apoiando e supervisionando o trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde - ACS, bem como assistindo às pessoas que necessitam de atenção de enfermagem.

    Atribuições básicas: 

    - Executar, no nível de suas competências, ações de assistência básica de vigilância epidemiológica e sanitária nas áreas de atenção à criança, ao adolescente, à mulher, ao trabalhador e ao idoso.

    - Desenvolver ações para capacitação dos ACS e auxiliares de enfermagem, com vistas ao desempenho de suas funções junto ao serviço de saúde;

    - Oportunizar os contatos com indivíduos sadios ou doentes visando promover a saúde e abordar os aspectos de educação sanitária;

    - Promover a qualidade de vida e contribuir para que o meio ambiente torne-se mais saudável;

    - Discutir de forma permanente, junto à equipe de trabalho e comunidade, o conceito de cidadania, enfatizando os direitos de saúde e as bases legais que os legitimam;

    - Participar do processo de programação e planejamento das ações e da organização do processo de trabalho das unidades de Saúde da Família.

    Atribuições do Auxiliar de Enfermagem:

               As ações do auxiliar de enfermagem são desenvolvidas nos espaços da unidade de saúde e no domicílio/comunidade, e suas atribuições básicas.

      São elas:

    - Desenvolver atividades de identificação das famílias de risco com os Agentes Comunitários de Saúde;

    - Contribuir, quando solicitado, com o trabalho dos ACS no que se refere às visitas domiciliares;

    - Acompanhar as consultas de enfermagem dos indivíduos expostos às situações de risco, visando garantir uma melhor monitoria de suas condições de saúde;

    - Executar, segundo sua qualificação profissional, os procedimentos de vigilância sanitária e epidemiológica nas áreas de atenção à criança, à mulher, ao adolescente, ao trabalhador e ao idoso, bem como no controle da tuberculose, hanseníase, doenças crônicas degenerativas e infectocontagiosas;

    - participar da discussão e organização do processo de trabalho da unidade de saúde. 

    Atribuições do Agente Comunitário de Saúde:

            O ACS desenvolverá suas ações nos domicílios de sua área de responsabilidade e junto à unidade para programação e supervisão de suas atividades.

      Suas atribuições básicas são:

    - realizar mapeamento de sua área de atuação;

    - cadastrar e atualizar as famílias de sua área;

    - identificar indivíduos e famílias expostos a situações de risco;

    - realizar, através de visita domiciliar, acompanhamento.

    O ACS desenvolverá suas ações nos domicílios de sua área de responsabilidade e junto à unidade para programação e supervisão de suas  atividades.

     Atribuições básicas:

    - Realizar mapeamento de sua área de atuação;

    - Cadastrar e atualizar as famílias de sua área;

    - Identificar indivíduos e famílias expostos a situações de risco;

    - Realizar, através de visita domiciliar, acompanhamento mensal de todas as famílias sob sua responsabilidade;

    - Coletar dados para análise da situação das famílias acompanhadas;

    - Desenvolver ações básicas de saúde nas áreas de atenção à criança, à mulher, ao adolescente, ao trabalhador e ao idoso, com ênfase na promoção da saúde e prevenção de doenças;

    - Promover educação em saúde e mobilização comunitária, visando uma melhor qualidade de vida mediante ações de saneamento e melhorias do meio ambiente;

    - Incentivar a formação dos conselhos locais de saúde;

    - Orientar as famílias para a utilização adequada dos serviços de saúde;

    - Informar os demais membros da equipe de saúde acerca da dinâmica social da comunidade, suas disponibilidades e necessidades;

    - Participação no processo de programação e planejamento local das ações relativas ao território de abrangência da unidade de Saúde da Família, com vistas à superação dos problemas identificados.

     Ainda na Atenção Primária à Saúde funciona o Núcleo de Apoio à Saúde da Família- NASF.


     

    SETOR DE RCAA - REGULAÇÃO, CONTROLE, AVALIAÇÃO E AUDITORIA

    A regulação sobre sistemas de saúde tem como principais funções a definição de normas, monitoramento, fiscalização, controle e avaliação dos serviços de saúde. Essas funções são geralmente exercidas por diferentes órgãos reguladores.

    REGULAÇÃO

    O Complexo Regulador Assistencial ligado ao Sistema Único de Saúde compreende a concepção que institui ao poder público o desenvolvimento de sua capacidade sistemática em responder às demandas de saúde em seus diferentes níveis e etapas do processo de assistência, enquanto um instrumento ordenador, orientador e definidor da atenção à saúde, fazendo-o de forma rápida, qualificada e integrada, com base no interesse social e coletivo com as disposições planejadas, as normas e legislação vigentes.

    A Gestão da Secretaria Municipal de Saúde regula o acesso dos usuários às unidades de saúde, garantindo assim o acesso da população referenciada, conforme pactuação;

    Autorizar internamentos eletivos na sua área de abrangência;

    Regula e agenda procedimento ambulatorial de média e alta complexidade (consulta especializadas, exames especializados) aos usuários do SUS;

    Regula e agenda transporte sanitário;

    Autorização de diária/pernoite com alimentação.

    O serviço de Regulação do município é responsável pelo Controle de acesso aos serviços ofertados através de equipe autorizadora ou do medico regulador:

     Consulta Ofertadas Prestador Contratualizado
    Cardiologia Consórcio
    Cirurgia geral Convênio de Itacarambi x Prestador
    Dermatologia Prestador de serviço
    Otorrino Consórcio
    Neurologia Consórcio
    Ortopedia Consórcio/Itacarambi
    Oftalmologia Consórcio
    Pneumologia SUS
    Nefrologia SUS
    Hematologia-anemia falciforme SUS
    Infectologia: conforme demanda SUS
    Oftalmologia Glaucoma SUS
    Oncologia SUS
    Mastologia SUS
    Urologia SUS
    Audiometria Consórcio
    Eletroencefalograma Consórcio
    Endoscopia Consórcio
    Ecodoppler Consórcio
    Teste ergométrico Consórcio
    Videonasolaringoscopia Consórcio
    Fibronasolaringoscopia Consórcio
    Ultrassonografia Itacarambi Prestador
    Exames laboratoriais Itacarambi
    Cirurgia Geral Manga – CONVÊNIO
    Outras cirurgias Montes Claros – SUS

    CONTROLE E AVALIAÇÃO

    Responsável pela Análise e monitoramento das ações de saúde com o objetivo de verificar a conformidade dos padrões, critérios e parâmetros estabelecidos, fiscalização das ações e dos serviços de saúde, prestados ao SUS.

    As atividades de Avaliação, por outro lado, calculam a qualidade e a quantidade das ações e serviços, confrontam resultados com os critérios e os parâmetros pré-estabelecidos e objetivam sobre tudo o impacto das ações de saúde implementadas.

    Avaliar a qualidade e quantidade da assistência e da satisfação dos usuários do SUS; bem como seu impacto e resultados alcançados de acordo com as diretrizes do Plano Municipal de Saúde;

    Monitoramento e fiscalização da execução dos procedimentos realizados em cada estabelecimento por meio das ações de supervisão hospitalar e ambulatorial;

    Solicita e acompanha as metas e propostas para a Contratualização de prestadores de Serviço;

    Cadastramento dos Prestadores de Serviços de Saúde;

    Cadastramento dos Usuários do SUS-CARTÃO SUS;

    Realizar o processamento da produção dos prestadores de saúde públicos e Privados; Realizar a alimentação dos Sistemas de Informação Ambulatoriais do SUS (SIA,CNES, SIGTAP,SIHD, SISPRENATAL e outros);

    Avaliar a relação entre programação / produção / faturamento;

    Avaliar a qualidade dos serviços oferecidos e a satisfação dos usuários do SUS;

    AUDITORIA

    As atividades da Auditoria concentram-se nos processos e resultados da prestação de serviços e pressupõem o desenvolvimento de um modelo de atenção adequado em relação às normas de acesso, diagnóstico, tratamento e reabilitação. Consistem em controlar e avaliar o grau de atenção efetivamente prestada pelo sistema, comparando-a a um modelo definido.

    Investiga as causas das distorções apontadas através da análise do Controle e Avaliação, nos Serviços ou no Sistema de Saúde Municipal;

    Investiga as causas de denuncias apontadas através da Ouvidoria SUS e sistema de cartas.

    Realiza auditorias aleatórias conforme notificação de Estabelecimentos de Saúde.

    PROFISSIONAIS QUE COMPÕE A EQUIPE DE REGULAÇÃO CONTROLE AVALIAÇÃO E AUDITORIA

    A Coordenadoria de Regulação, Controle, Avaliação e Auditoria tem por competência: Coordenar,  analisar, controlar, avaliar,  regular, planejar,  auditar e informar as ações assistenciais desenvolvidas no âmbito do Serviço Municipal de Saúde de Itacarambi.                                

    Coordenadora do setor de Regulação Controle e Auditoria - Sidilene Pereira Função: Coordenadora do Setor de Regulação Controle Avaliação e Auditoria 

    Formação Acadêmica: Administração Hospitalar

    Coordenadora do TFD – Nayra Cristine Lacerda Loures

    Formação Acadêmica: Enfermeira

     


     

    VIGILÂCIA EM SAÚDE

    elzira

    Vigilância em Saúde e Vigilância Epidemiológica
    Coordenação: Elzira da Costa Santos
    Formação: Pedagoga
    A Vigilância em Saúde é um elemento fundamental ao Sistema de Saúde focado em resultados que se preste ao controle de determinantes, riscos e danos à saúde da população. A Vigilância em Saúde amplia a concepção de saúde, e sua inserção nas redes de atenção, com efetiva integração com a atenção primária, possibilita a mudança lógica do modelo de atenção curativo, para um modelo de atenção integral à saúde.
    O Setor de Vigilância em Saúde está lotado na Rua Cel. Fulgêncio, nº 349, Bairro Nossa Senhora de Fátima.
    O Setor de Vigilância em Saúde é composto por: Vigilância Epidemiológica, Vigilância Ambiental, Vigilância Sanitária, Vigilância à Saúde do Trabalhador e Promoção da Saúde.
    Vigilância epidemiológica: Vigilância e controle das doenças transmissíveis, não transmissíveis e agravos, como um conjunto de ações que proporcionam o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes da saúde individual e coletiva, com a finalidade de recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças e agravos. Conta com 03 funcionários que desenvolvem ações como investigação de surtos, eventos adversos, agravos e doenças transmissíveis e não transmissíveis, digitação de programas oficiais do Ministério da Saúde, entre outros.
    Tel.: (38)3613-1401
    Horário de funcionamento: 8h às 11h30min e de 13h às 17h30min, de segunda à sexta-feira



    Vigilância Ambiental

    dilsonReferência Técnica: Dilson Aparecido Filho
    Formação: Nível Médio
    Vigilância Ambiental: Desenvolve um conjunto de ações que propiciam o conhecimento e a detecção de mudanças nos fatores determinantes e condicionantes do meio ambiente que interferem na saúde humana, com a finalidade de identificar as medidas de prevenção e controle dos fatores de risco ambientais relacionados às doenças ou a outros agravos à saúde.
    Conta com 13 funcionários que executam os trabalhos de prevenção e controle da dengue, chagas, esquistossomose, leishmaniose visceral, realizam campanha de vacinação antirrábica animal e atendem denúncias vinculadas ao meio ambiente.
    Tel.: (38)3613-1401
    Horário de funcionamento: 8h às 11h30min e de 13h às 17h30min, de segunda à sexta-feira


     

     

     

    Vigilância Sanitária e Vigilância à Saúde do Trabalhador

    Rosane AngelaReferência Técnica: Rosane Ângela de Souza
    Formação: Graduada em Enfermagem
    Vigilância Sanitária: Conjunto de ações capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos a saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, da produção e circulação de bens e da prestação de serviços do interesse da saúde, abrangendo o controle de bens de consumo, que direta ou indiretamente se relacionam com a saúde, compreendidas todas as etapas e processos, da produção ao consumo, e o controle da prestação de serviços que se relacionam direta ou indiretamente com a saúde.
    Conta com 03 funcionários que desenvolvem ações educativas, atendimento à denúncias e reclamações relacionadas ao risco em vigilância sanitária, apreensão e interdição de produtos, inspeção sanitária em estabelecimentos de saúde e relacionados a saúde.
    Vigilância à Saúde do Trabalhador: visa à promoção da saúde e à redução da morbimortalidade da população trabalhadora, por meio da integração de ações que intervenham nos agravos e seus determinantes decorrentes dos modelos de desenvolvimento e processo produtivos.
    Promoção da Saúde: conjunto de intervenções individuais, coletivas e ambientais responsáveis pela atuação sobre os determinantes sociais da saúde. Conta com um funcionário referência, que desenvolve ações de promoção da saúde do trabalhador.
    Localização: Rua Cel. Fulgêncio, n.º 349, Bairro Nossa Senhora de Fátima.
    Tel.: (38)3613-1401
    Horário de funcionamento: 8h às 11h30min e de 13h às 17h30min, de segunda à sexta-feira


    Prefeitura Municipal de Itacarambi
    Praça Adolfo de Oliveira, s/n - Centro
    Itacarambi - MG - CEP 39.470-000
    Telefone: (38) 3613-2559

    © 2017 Prefeitura Municipal de Itacarambi